Sahga

  • Recentes

    ROMANNA E O BANCO DE LEITE DO HMISC

    E maio de 2010 a então vereadora Romanna Remor liderou, com o seu partido à época, o Democratas, campanha para arrecadar fundos para equipar o Banco de Leite do Hospital Materno Infantil Santa Catarina. Esse feito levantou 25 mil reais, dos quais 9.500 reais foram entregues ao Hospital São José, gestor do HMISC, e o restante depositado para receber reajustes financeiros até que a obra esteja pronta. “O Hospital recebeu R$ 9.000,00 (nove mil reais) em data de 21/05/2010, além de ter recebido R$ 500,00 (quinhentos reais), depositados através de diversos cheques nominais à instituição”, disse a diretora do HSJ, Cecília Martinello, em correspondência enviada à Câmara de Vereadores, no dia oito de dezembro de 2011.

    O São José informou ainda que a “área física do Hospital Materno Infantil Santa Catarina não foi liberada até o presente momento, razão pela qual o Hospital não teria condições de receber qualquer equipamento, seja pelas questões relativas à segurança, seja pelas questões relativas à depreciação dos equipamentos.”

    Segundo Romanna me disse pelo Twitter os recursos “foram aplicados para entregar em equipamentos, pois alguns colaboradores tinham receio de o dinheiro entrar no caixa único do HSJ”. Ou seja, o HSJ não desfruta de credibilidade suficiente e eu entendo isso perfeitamente.

    A deputada federal vai além e denuncia que “como passou o prazo previsto no contrato entre PMC e HSJ para instalação do Banco de Leite (2010), oficiamos o Hospital perguntando quando e onde poderíamos entregar os equipamentos. Eles orientaram que aguardássemos, pois não adiantaria colocar Banco Leite para funcionar sem maternidade.”

    Questionei do secretário do Sistema da Saúde, Sílvio Ávila Júnior, sobre o que faltaria para o funcionamento do Banco de Leite e maternidade. “Terminarmos a obra! Licitação ocorre a partir da primeira semana se janeiro! Previsão de término 90 dias!”, disse via Twitter.

    Esse assunto surgiu para mim depois que recebi link do blog Portal Transparência em que dizia “Romanna Remor é Suspeita de Desvio de Recursos Banco de Leite.” O próprio portal coloca imagens dos documentos citados. Esse portal configura-se, também por outras postagens, num caso de polícia. Tem feito postagens sem qualquer credibilidade. Manipulou recentemente as declarações de Romanna na CPI das ONGs pinçando frases e ajustando-as a seu bel prazer. Nada além de um lixo eletrônico de extrema má fé, mas que sempre terá um ou outro desavisado que dará crédito.

    A estratégia desse blog é a seguinte: coloca a suspeita na manchete, faz um texto que lança dúvidas no ar, inclusive com erros de ortografia, e depois disponibiliza os fatos. Vale-se da recorrente indisposição brasileira pela leitura e pesquisa. Tanto se comprova isso que o link me foi passado por um empresário formado em Direito. O que torna a coisa ainda mais assustadora, pois não se deu ao trabalho de fazer o que eu fiz: perguntar às pessoas envolvidas.

    Quanto ao Banco de Leite, resta-nos aguardar o término da obra.

    Um comentário:

    1. Olá André! Tudo bem?
      Acabei de conhecer seu blog... E gostei bastante!! Parabéns...
      Mas, vi que você falou sobre confecções. Você conhece muitas? Pois estamos abrindo novas parcerias. Sou a Mariana da Floruê Estamparia, aqui em Criciúma. Se puderes me ajudar. Abraço.
      Meu e-mail: mari@florue.com.br

      ResponderExcluir

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad