Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    ALA DO HMISC HÁ 3 MESES VAZIA (foto)

    Recebi mensagem de um médico que atende no Hospital Materno Infantil Santa Catarina, que obviamente não vou identificar, sobre a ala inaugurada no dia 2 de março e que permanece sem uso. Isso mesmo, são três meses desde a inauguração. Onde eram quartos com macas novinhas há materiais amontoados. Segue o testemunho:

    "Não está funcionando ainda. Já assinaram contrato parece que é de 2,2 milhões, para tocar todo hospital. Acho que estão esperando $ cair na conta. Os leitos que eram de observação agora estão sempre cheios de pacientes internados, porque diminuíram pela metade as vagas no São José, de 26 agora são só 12 ou 13 leitos para internar clínica e cirurgia pediátrica. Está muito difícil de trabalhar. Com frio está cada dia pior."

    Foto tirada 30 dias após a inauguração da nova ala do HMISC

    A diminuição de leitos no HSJ se deu para a ampliação do atendimento oncológico, que dá mais dinheiro que problemas respiratórios por causa do frio - o SUS paga melhor por procedimentos de tratamento de câncer. Com isso o Santa Catarina recebe mais crianças. Por seu lado a direção do São José, que administra o Materno Infantil, entende que se houve aumento das instalações deveria aumentar o repasse da prefeitura. Quando de 30 dias sem usar o espaço a Secretaria do Sistema da Saúde me informou que entendia que essa ala estava no pacote de pagamentos acertados. Pelo tempo que passou fica claro que as freiras estão com a razão.

    Com frentes frias intensas, como nos últimos dias, a coisa fica muitíssimo complicada para esses profissionais. Se não conseguem atender com a estrutura devida é razoável pensar que há dificuldades para que as crianças recebam o tratamento adequado e as mães não têm condições de acompanhar seus filhos como gostariam.

    Enquanto prefeitura e HSJ não se acertam as crianças penam.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad