Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    POBREZA, RIQUEZA E DIREITOS HUMANOS

    A Gladys Kestering me convocou a dar um pitaco sobre a imagem que segue. Antes os comentários que me antecederam no Facebook.



    • Mirza Castro Para enriquecer, é necessário, pelo menos, um pouco de inteligência ... Esse pai não tem. Se tivesse, o pobre anjo nem tinha nascido !!! Triste realidade ...
    • Adilamar Rochalotado Professora Mirza, tem muito pobre inteligente, mas que pelas circunstâncias e/ou falta de oportunidades não ficaram ricos. É a vida, Professora . Beijooooooooos !!!
      16 de Agosto às 23:13 ·  · 2
    • Francisco Bastos tem muito rico por ai que ganhou dinheiro mas não foi sendo nem inteligente e nem trabalhador...mas sim picareta de primeira..dai é fácil...


    O QUE PENSO SOBRE ISSO

    Direitos humanos, ao que me parece, advém das instituições, da outorga do poder dominante e isso inclui as democracias. Ou seja, mesmo o rico disso depende. A História é repleta de exemplos de ricos que perderam tudo porque o poder mudou (queda da Bastilha, stalinismo, castrismo etc).

    Este pai apenas engana-se, vive a ilusão de que riqueza e cidadania andam juntos. Que direitos humanos tem um rico sequestrado? Que direitos humanos tem um rico cuja liberdade está em prover grades cada vez mais altas, vidros blindados, e só poder andar calmamente pela calçada sendo estrangeiro em Paris? 

    Quanto ao comentário da Mirza de igual modo a paternidade não é uma questão de inteligência, mas de satisfação pessoal, dos instintos que nos movem. Este pai, mesmo equivocado, está a dialogar com seu filho. Isso mostra que está presente. Filhos abandonados entre ricos é o que não falta.

    Fiz trabalho social em favela de SP onde encontrei famílias maravilhosas em barracos, onde o carinho estava no ar. O desodorante era o mais barato, mas não fediam. Eu comi pirão d'água para que meus filhos comessem arroz e feijão, sem salada, muito menos carne.

    Pobreza não é o caminho nem destino, é um momento que pode ser superado. O texto está equivocado e muito mais as palavras da Mirza. De minha parte, o beijo que recebo dos meus filhos vale mais que a minha própria liberdade!

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad