Sahga

  • Recentes

    A TURMA DO FACEBOOKISSON

    Parecem a Santa Sé proibindo o livro O Evangelho Segundo Jesus Cristo, do Saramago. Nem o mais trivial dos pensamentos, nem um arrazoado qualquer, por mais óbvio que seja, que não esteja exatamente como na cartilha é aceito. Aliás, nada mais desmerecida que a minha fé no meu próprio mural do Facebook...

    Como conseguem ser de tal forma incoerentes? Como? É incrível! "Você precisa respeitar a fé dos outros!" dizem repetidas vezes. Ora, a minha fé, no meu mural, não precisa? Quanto mais estes cristãos (sem espelho em casa) me agridem, muito mais certo pareço a mim mesmo. Querem calar a minha manifestação de fé? Perdem tempo! Cristianismo é um lixo teológico. Essa é minha fé!

    Que tal exemplos!

    Fiz a seguinte e despretensiosa brincadeira, numa escancarada ironia ao apego às redes sociais, não à fé: "O novo messias chama-se Facebookisson! Ele implantará a rede antissocial e nos salvará da realidade levando-nos ao mundo etéreo, virtual, no qual nos restará curtir, curtir e curtir." Eis que surgiram comentários como os que seguem (sem correções do Português):

    De Maria Jose Zanette: "E sempre averá pois o nome de Jesus nao pode ser esquecido.Quem faria oque ele vez por alguem ?" 
    Quem falou em Jesus?

    De Maicon Robetti: "Só quem não tem conhecimento pra achar que é verdade." - por 30 anos levantava a mão pra Ele em meio clamores, louvores, orações, agora julga que Jesus é para quem não tem conhecimento? Olha que conheço muitos intelectuais de verdade que acreditam, seriamos todos nós que cremos burros, tapados??? Cadê a Amplitude André? A Bíblia seria uma farsa? O NT se cumprindo pela profecia do AT farsa? Cara não dais crédito e ele, mas como seria bom se lesse a inteligência de Cristo, de Augusto Cury... lá tem amplitude. Agora concordo que é um caminho de degraus: se não crê em Deus não crê na Bíblia, então não crê em Cristo, sendo assim não aceita religião e com muito, mas muito trabalho acreditará em alguma coisa. E fugirás sempre do que intriga a vontade de não acreditar, como os milagres, a comprovação de muitas coisas como a própria veracidade da Biblia Sagrada." 
    Digam-me se tem cabimento tudo isso diante da postagem que fiz?

    É ou não é de enlouquecer com este povo? Tem sido um baita esforço de paciência lidar com algo que beira a sordidez.

    Afinal, do que trata a minha postagem dada como exemplo? Trata da superficialidade tida como algo bom, no caso o "mundo etéreo, virtual". Esse mundo é um anestesiamento quando falo "nos salvará da realidade". Trata do emburrecimento através do "nos restará curtir, curtir e curtir", já que esse dispositivo no Face remete apenas à concordância e nega, por conseguinte, o contraditório. A expressão "rede antissocial" faz todo o sentido quando se vê as manifestações do facefriends citadas.

    Muito bem. O que fazer? Não sei. Apenas gostaria que olhassem o papo sério como sério e as brincadeiras como brincadeiras. Além disso, que não entendessem o contraditório como desrespeito. Porque desrespeito é negar o direito à manifestação e é exatamente isso que desejam para mim. Não vão conseguir.

    2 comentários:

    1. Vc tira do contexto as coisas tdos comentários das pessoas foram em cima de uma sequência de posts seus e não desse isoladamente. Quem chama de sem inteligência quem pensa de forma diferente é vc. Mas ta dando ibope.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Cada postagem deve ser discutida separadamente. O fato de fazer parte de um contexto maior remete exatamente à discussão da parte e não do todo. Esse ''todo'' será composto pelas partes. Por exemplo: dentro da religião podemos discutir 'revelação', 'comportamento', 'alma', 'pecado'... Considero anti-pedagógico discutir o que apóstolo Paulo fala sobre 'homossexualidade' numa postagem que trata do que rei Davi considerava 'revelação'. Faz parte da inteligência reconhecer isso.

        Excluir

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad