Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    FILA DE MATRÍCULA NO LAPAGESSE


    A manhã foi de filas no Colégio Estadual Professor Lapagesse, no centro de Criciúma. Às oito horas da manhã dessa segunda-feira profissionais da instituição abriram o portão e deram início às matrículas para o ano letivo de 2013. Alguns pais estavam na fila desde o meio-dia desse domingo. O critério de zoneamento estabelecido pelo Governo do Estado criou um desconforto entre os pais que não moram no Centro. Conforme supervisora escolar Maria Helena Madeira,as vagas são prioritárias para quem mora no Centro. Depois elas são liberadas para os pais que trabalham na área central de Criciúma.

    "Isso é estabelecido pelo Estado, é divido por escolas, pois algumas instituições podem ficar com mais alunos que outros. Então as matrículas são para quem mora no Centro, se sobrarem vagas, elas são abertas para quem mora nos bairros", explica Maria. O taxista Gilssimar Ribeiro, morador do bairro Mina do Mato, foi o segundo a chegar à fila. "Cheguei ao meio-dia. Durante a madrugada dei umas cochiladas no carro. Escolhemos a escola porque eu e minha esposa trabalhamos no Centro, então fica mais viável que nosso filho estude aqui", destaca o pai que tentava matricular o filho no primeiro ano.

    A moradora do Centro, Daiane Ehing, chegou à fila às 21 horas desse domingo. Com o travesseiro debaixo do braço, a mãe tentava uma vaga para o filho. "Faz dois meses que estou morando em Criciúma, sou natural de Lages e para mim seria melhor que ele estude aqui, pois moro e trabalho no Centro", pontua. O pai Valmir Pereira, avalia como um desrespeito a forma estabelecida de matrícula. "As vagas deveriam ser por ordem de chegada, quem chegou primeiro deveria garantir a vaga", salienta.

    Às 22 horas desse domingo, Maicon Costódio também foi um dos primeiros a chegar à fila. "Na minha frente tinha umas 30 pessoas. Dormi em uma cadeira e agora vamos ver se consigo uma vaga", ressalta o morador do bairro Pinheirinho, que pretende matricular o filho no sexto ano. O colégio oferece vagas para o primeiro ano, são 25 no período matutino e vespertino. No sexto ano, estão disponíveis 22 vagas no período matutino e 70 para o período vespertino. Já no oitavo ano, são 10 vagas para o período matutino e seis para o vespertino. Para as outas séries não há matrículas disponíveis, pois os próprios alunos do colégio ocupam as vagas.

    "Aconselhamos que o pessoal não enfrente estas filas na madrugada, pois é desumano. Já o fato das vagas é o risco que os pais que não são do Centro correm, já que está explicado no edital de matrícula que as vagas são primeiro para quem mora no Centro", explica.

    DO PORTAL ENGEPLUS

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad