Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    POSSÍVEIS ORIGENS DAS DESIGUALDADES SOCIAIS (2)

    Para acompanhar este raciocínio é interessante ler o primeiro texto AQUI.

    Continuando.

    Nenhum grupo humano, numa terra dominada por desertos, produzia tudo o que precisava. Por isso o comércio e as constantes guerras pelo domínio da Palestina que, como dito no texto anterior, servia de corredor, de ligação entre o que conhecemos hoje como Ásia, Europa e África.

    A necessidade de liderança é absolutamente natural em qualquer grupo. Nisso se estabelece naturalmente uma hierarquia. A necessidade de segurança coloca no topo quem tem força, poder de encarar o desafio. Concomitante e recorrente por toda a história temos a expansão de reinos. Alguns por mero desejo de poder, outros pela necessidade de dominar meios de produção e fontes de matéria prima como ferro e bronze. Grupos disputavam as terras mais férteis como no caso dos rios Tigres e Eufrates, foz do Nilo e rio Jordão. Tanto Egito quanto os antigos babilônicos fizeram canais para manter por mais tempo as águas do tempo das inundações.

    Muito bem. Assim como hoje havia produtos mais fáceis de serem produzidos e outros mais raros, complexos etc. Ora, surge a ''lei'' da oferta e da procura. Quanto maior a oferta menor o valor e, quanto maior a demanda, maior o valor. Da mesma forma quem domina os caminhos de escoamento de produção domina o mercado. Pedágios surgem ("para passar por aqui vai ter que pagar"), inflação advinda da escassez (sazonal ou não), descobertas de novas formas de produção agrícola, novos produtos, novos mercados e novos equipamentos.

    Nessa dinâmica é certo que uma mão-de-obra tem maior valor que outra e nem sempre quem produz pode vender o que produz sem o intermediário, aquele que consegue criar relacionamentos entre produtor e consumidor. Ora, quem está no comércio precisa, via de regra, buscar novos clientes e quem está focado nas necessidade de produção nem sempre terá essa condição. Nada diferente do que é hoje. Aumento de produção também faz surgir a necessidade de mais trabalhadores, aumento de custos etc. Um grupo que detinha o domínio de uma floresta, não seria necessariamente o mesmo que prepara a madeira e produz uma roda, tampouco conseguirá chegar, numa época daquelas, a todos os mercados.

    Numa época de leis simples, em que o poder era pela força, de diversidade de línguas em pouco território, o que se pode ter senão escravos? É perfeitamente ''natural'' que pessoas fossem caçadas para se tornarem a força produtiva.

    Bem, ouso dizer que não há outra origem para desigualdades que não seja essa. O mesmo se vê em todas as descobertas de todos os povos em todos os continentes.

    A desigualdade é característica da nossa espécie. E dela jamais nos livraremos. Perde tempo quem fala em igualdade. O que podemos ter é uma sociedade em que o que menos tem pode sobreviver em condições dignas. Colocar o capitalismo como origem disso é uma bestialidade, tampouco ele é o problema. É nas relações de mercado que temos a solução pela sua distribuição de riqueza cada vez mais dinâmica e ampla.

    Espero ter contribuído.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad