Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    A ESTUPIDEZ DO HAMMAS

    O conflito entre Israel e Hammas, com palestinos em meio ao fogo cruzado, tem origens as mais diversas e remontam centenas, senão, milhares de anos. Cada lado, e seus admiradores, tem suas razões e também suas erros. Para mim Israel está no centro e é de seu ponto de vista que deve ser analisado. Digo isto pelas seguintes razões:

    Primeiro, é um país constituído há quase 70 anos. Tornou-se impossível retirá lo de lá. E mesmo que fosse o antissemitismo está tão forte que judeus continuariam sendo perseguidos onde quer que estejam. Não é mais possível voltar ao que era antes da Segunda Grande Guerra.

    Segundo, o Hammas é uma luta armada terrorista. Não tem legitimidade alguma para reivindicar qualquer coisa, muito menos a posse da terra. Além disso, sua luta não é por melhorar as condições de vida dos palestinos. Luta apenas por destruir Israel como se fosse possível.

    Terceiro, está claro que não têm condições de derrotarem Israel. A diferença bélica é absurda. Não se trata mais da constituição de um novo país, no caso a Palestina. Trata-se apenas, e tão somente, da vontade de um grupo de atacar o outro. Nos anos em que os palestinos tinham acesso a Israel para trabalharem suas vidas tinham um padrão bem superior ao atual. A miséria em que vivem é resultado das portas fechadas de Israel. Portas estas que entende-se claramente do porquê estarem fechadas. Não é mais uma questão de quem está certo.

    A questão é simplesmente de dar condições de vida melhor para os palestinos e esta condição tem uma única forma de ser conseguida: com Israel vivendo como país livre e os palestinos usufruírem desse poder econômico e bélico.

    Se há uma estupidez na guerra essa é personificada pela Hammas.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad