Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    ESTUDO REVELA DESTAQUE DO FACEBOOK NA DISCUSSÃO POLÍTICA

    Estudo revela o panorama das eleições presidenciais nas redes sociais

     Em estudo exclusivo, o Scup mostra o que motiva as discussões políticas nas eleições 2014 no ambiente digital
    As redes sociais vem assumindo cada vez mais um papel importante como catalisador de opiniões, informações e manifestações públicas, trazendo cada vez mais as discussões políticas para dentro do mundo digital. De março até as vésperas do início oficial das eleições no último domingo, os candidatos à presidência foram o tema direto de mais de 1.1 milhão de menções (posts do facebook, google+, twitter e instagram), dos usuários das redes.
    Os dados são do Voto Conectado, iniciativa do Scup, ferramenta líder em monitoramento de redes sociais, que traz os principais dados sobre a presença digital dos presidenciáveis na semana que precedeu o anuncio oficial.
    Em estudo acadêmico conduzido por Ricardo Azarite com base no Voto Conectado, foram analisadas, no período de 29 de junho à 05 de julho, 6,7% das menções coletadas no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram sobre os 11 candidatos. Os dados analisados traçam o perfil das eleições de 2014 no mundo digital.
    Dastaques da pré-campanha
    Essa é a eleição do Facebook. 7 em 10 menções feitas sobre os candidatos foram no Facebook. Logo após está o Twitter com 27% das menções. O Google+ e o Instagram, com pouco mais de 1% e 0,3% de menções respectivamente, não são ambientes politizados.
    Teor das discussões. 1 em 4 menções foram motivadas pela discussão sobre a ideologia e os valores dos candidatos. O dia a dia da campanha (20%), compartilhamento de posts oficiais (7%), histórico político dos candidatos (7%), pesquisa eleitoral (6%), resultados do governo (5%), denúncia (5%) e propostas (5%) foram os outros assuntos mais comentados durante o período.
    O papel da imprensa. O valor informativo das redes sociais para política é grande: 41% de todas as menções analisadas são compartilhamentos de notícias sobre o tema.
    Há mais ódio do que amor sobre política. As mídias sociais tem se mostrado um ambiente crítico aos candidatos: 37% das menções totais são negativas, enquanto que somente 22% são positivas;
    Porcentagem de menções. De todas as menções públicas sobre os candidatos no período, sem análise de juízo de valor pelo estudo, Dilma Rousseff (45%) e Aécio Neves (34%) foram os candidatos mais comentados, seguidos de Eduardo Campos (13%) e Luciana Genro (4%). Os candidatos do PV, PTRB, PSTU, PCO, PSDC, PDC e PCB totalizaram juntos 4%.


    Sobre o autor do estudo
    Ricardo Azarite, jornalista formado na ECA-USP, é especialista em mídias sociais, sua área de atuação desde 2009. É co-autor do livro “Monitoramento e Métricas de Mídias Sociais: do estagiário ao CEO”, escrito com Ricardo Monteiro, sócio do Scup. Faz MBA em Marketing Político na ECA- USP
    Sobre O Voto Conectado
    O Voto conectado é uma portal criado pelo Scup. Num painel constantemente atualizado, ele traz dados públicos coletados nas redes sociais sobre os candidatos à presidência e ao governo de 12 estados brasieliros, mais o Distrito Federal. Com as principais menções ao candidato no Twitter, Facebook e Google+, ele traz também a concentração geográfica e segmentação de gênero dos usuários que falam dele, galeria de fotos relacionadas do Instagram e outras informações sobre o político nas mídias sociais. Além do monitoramento, o site também apresenta uma série de conteúdos educativos sobre eleições e redes sociais, como cases, dicas e depoimentos sobre o tema trazidos por políticos, consultores e profissionais renomados do mercado. Para saber mais sobre a metodologia do projeto, veja aqui.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad