Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    BRASIL, UM PAÍS DE TOLOS

    O cu, ou ânus, como preferirem, tem inervações conectadas às genitálias. Daí o prazer que alguns homens e mulheres sentem. Fiz o teste com uma ficante e minhas inervações se mostraram desconectadas, como alguns homens e mulheres. Assim, você, macho, hetero, fodedor, não precisa focar suas preocupações nessa área do corpo, pois tanto prazer, quanto não-prazer estão dentro da normalidade dos desejos humanos.

    O crucial deveria ser o que se faz com o "cu intelectual". Sim, aquele que fica dentro da caixa craniana, de onde saem as mais comprometedoras merdas existenciais.

    Via de regra os homens estão mais preocupados com sua aparência de virilidade, aquela produzida em academias com esteroides, com carros e roupas, mesmo que nas mais das vezes não seja exatamente o que interessa às mulheres bacanas. Sim, interessa às frívolas. Contrapondo-se a isso as mulheres mais interessantes, aquelas que nos dão prazer multiplicado além da cama, buscam homens com atividade intelectual acentuada. Somado a isso vem a liderança, a articulação mental, envolvimento com causas e não com o bar.

    Nesse aspecto as mulheres seguem muitíssimo mais inteligentes que homens. Seguem com critérios mais elevados e, portanto, privilegiam os melhores. Dai, também, advém o grande número de mulheres solteiras, haja visto a raridade de homens que as valham.

    Uma pequena amostra do que interessa e não do que se precisa.


    Mais que tudo isso a sociedade reflete a soma da intelectualidade recorrente. E a nossa pena com um nível lamentável. Uns poucos sofrem com a estupidez de uma maioria galopante. E não se vê quaisquer sombras de mudança com essa gurizada do boné de aba reta, carro rebaixado, som nas alturas, que mal sabem escrever o próprio nome e com educação formal paupérrima.

    Brasil, um país de tolos!

    2 comentários:

    1. Sabe aquele ditado popular que diz: gosto é igual a cú, cada um tem o seu. Pois é, ele condiz com a nossa realidade, porque as pessoas são livres para fazer as escolhas que quiserem, andar do jeito que querem, e sentirem-se a vontade consigo mesma. Isso não faz dessas pessoas menos importantes, não faz delas vagabundas que não querem saber de estudar, ou que não sabem escrever seu próprio nome. Rotular uma pessoa pelo que ela veste ou escuta, não é uma atitude agradável, pois as aparência enganam. Pense nisso.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. As aparências não enganam. Somos enganados pela nossa incapacidade de observar as nuances do que está à nossa frente. É exatamente isso que acontece quando um analfabeto funcional está diante de um texto.

        Excluir

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad