Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    A PROVA QUE OS LULISTAS QUEREM

    Houve uma época na legislação brasileira que a confissão bastava para condenar um criminoso. Então, para mostrar sucesso, policiais arrancavam confissões sob tortura. Certamente acertaram em muitos momentos. Hoje não há mais hierarquia entre as provas e caberá ao juiz optar pelo valor do que testemunhas falam, documentos, áudios, vídeos, postagens em rede social, enfim, uma ampla gama de fontes. Elas são igualmente aceitáveis nos nossos tribunais.

    Dentre as SETE acusações que pensam sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está o recebimento de um triplex em Guarujá, litoral paulista. E qual é o crime? A não declaração do bem (ou, na realidade, para ocultar a origem do bem) e por ser fruto de pagamento de propina. Daí, eis que petistas e lulistas em geral berram aos quatro ventos que não há provas contra ele. E o quê considerariam provas? Documentos assinados. Como, por Thor, alguém assinaria um documento de algo que quer ocultar? Os seguidores de Lula não aceitam a prova testemunhal. Então vamos a alguns fatos arrolados na história, os quais já mencionei em postagens no Facebook.

    Médici, tido como o mais duro dos presidentes do Regime Militar
    Se a questão é ter documentos, resta esperarmos que apareça algum que prove que os presidentes militares do Regime mandaram torturar. Até mesmo de que houve torturas. A única fonte é o testemunho dos próprios bandidos que atuavam contra a Nação à época. Não excluo a tortura daquele período porque é recorrente entre policiais ainda hoje, o que não é necessariamente uma ordem de governo. Vi um Policial Militar bater forte em bandido numa salinha de delegacia. Eu o aplaudi porque meu filho caçula era a vítima. Queria eu ter dado umas porradas naquele nojento. Mas o fato, diante dos argumentos petistas, é que não há de Lula nenhum papel que o incrimine no caso do triplex. Muito circunstancial, não acham?

    Resta o testemunho de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, dona do apartamento. E somado a outros na mesma direção. Um executivo desse naipe não correria o risco de mentir diante de um juiz federal numa delação premiada que só será boa para si se for verdadeira.

    Contudo, e apesar de tudo, os petistas aplaudem testemunhos orais contra os generais, acusando-os de tortura.

    Bruno Fernandes foi condenado por crime triplamente qualificado
    Outro exemplo da falta de documentos, arma e o próprio corpo da vítima, é do goleiro Bruno. O que há contra ele? Apenas testemunhos. Alguém duvida de sua culpa? Este rapaz foi condenado como mandante, não como assassino. Mas é tratado como assassino!

    Os petistas aplaudem testemunhos orais contra o goleiro Bruno.

    Não é uma questão de dois pesos e duas medidas, como se vê quando o Zé Abreu cospe numa mulher e as feministas dessa odiosa Esquerda se calam. É a mais absoluta conveniência cobrar no caso de Lula o que não precisa cobrar quando não lhes interessa ou que interessa diante dos seus inimigos.

    Os lulistas não nos enganam mais! Mas são enganados por Lula e seu incrível testemunho diante de Sérgio Moro ao jogar tudo para a falecida Marisa Letícia.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad