Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    Professoras acusadas de mal comportamento em creche de Criciúma (ÁUDIO COMPLETO)

    O áudio chegou a mim esta semana e imediatamente entrei em contato com a autora. Ela havia enviado para um grupo de Whats há alguns meses e, como é "normal", espalha-se como pólvora. Em nosso contato por telefone a diretora sugeriu uma conversa pessoal, pois não queria fazer outras revelações por telefone. Para minha surpresa (ou não!) a direção da Afasc a proibiu de ter essa conversa comigo, restando apenas a informação de que professoras foram punidas, sem saber como isso se deu.

    No material foram apontados vários comportamentos reprováveis por parte das professoras, tais como brigas entre elas, escutar/cantar funks com letras inadequadas para uma escola, maus tratos às crianças e gritos. Além disso, faz menção aos salários ruins, excessos de alunos nas classes e a possíveis exageros nas reclamações das mães.

    4 comentários:

    1. Sem generalizar eu tinha outro conceito dos professores da ASFAC. Sabe como e porque isso acontece. Por pedagoga formadas em cursos não presencial e o mais agravante maioria é cargo politico e não professores preparados. Pra variar direção cargo comissionado. E a cara do Brasil.

      ResponderExcluir
    2. Sou Assistente Social, faço graduação a Distância, curso semi presencial, minha faculdade é ótima e aprendemos as mesmas matérias do Curso presencial com reconhecimento pelo Mec como curso presencial. Então assim: Essas "professoras" elas tem uma falta de caráter e transtorno de conduta, a maioria se quer tem graduação, tem curso em Magistério. Mas mesmo assim não Justifica o que elas fazem, são Seres Humanos ruins e sujos, estão na profissão errada dando com Crianças inocentes. E esse preconceito em Cima citado é a cara do Brasil! E a falta de caráter dessas professoras também é a cara desse País.

      ResponderExcluir
    3. Despreparo profissional, psicológico, salários baixos, educação de berço faltante...a situação é complexa e precisa de maior atenção de todos. Porém tudo isso ao justifica o mal exemplo das pessoas envolvidas na educação.
      Profissional não está contente com o seu trabalho?! Sai! Abre oportunidade para quem quer realmente trabalhar. Só não pode fazer conforme relato acima: sacudir, funk de baixo nível,...

      ResponderExcluir
    4. Sr Moacir Lourenço, discordo das sua palavras pois uma Pedagoga Estuda 4 anos de Faculdade Mais Um ano de Pós graduação Para da aula, A educação brasileira é regulamentada pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação (MEC), que define os princípios orientadores da organização de programas educacionais. depois de forma fica na fila de espera para ser ACT ou do Estado já na AFASC e enviado Curriculum, Então não podemos crucificar uma Pedagoga ou Professora (magistério) Pois não sabemos o que passam na sala de aula.

      ResponderExcluir

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad