Sahga

  • Recentes

    A MULTA DO SALVARO

    A ideia do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, de multar quem falta à uma consulta ou exame é EXCELENTE. Sim, acho mesmo. Tem que multar SIM!!! Se aprovada, o infrator arcará com R$60,15 pela falta (a proposta é de 0,5 Unidade Fiscal do Município (UFM) e cada unidade corresponde a R$ 120,30). Salvaro ameniza a situação incômoda da palavra "MULTA" dizendo que “O propósito do Governo Municipal e do Ministério Público não é arrecadar. O objetivo é educar a população, é de caráter pedagógico. A multa é uma para despertar a responsabilidade”. Porém... Ah, eis o porém... Sempre um "porém"... Há algo que deveria vir antes. Primeiro vamos ao caso.

    Segundo o portal da PMC "Atualmente, a média do município de não comparecimento é de 30%". Esse percentual confere com a informação que eu tinha de governos anteriores quanto à busca de resultado de exames nos laboratórios. Assim temos apenas 40% de atendimentos que, em tese, são necessários. Toda a estrutura de 50 unidades de saúde instaladas no município, numa relação direta dos números, poderia ser reduzida para 20. Ou seja, tem algo muito errado.

    Em várias conversas sobre este assunto com profissionais da Saúde são duas as principais razões: pessoas que, passados os sintomas, acham que o problema sumiu; e outras que não se observam e vão buscar consulta por coisas que não são necessárias. Enfim, a cultura de observar-se a si mesmo, entender seu próprio corpo, como faziam nossas avós, se perde a cada dia porque está fácil ir ao posto de saúde.

    Resultado de imagem para acha que está doente
    A ansiedade pelo medo de doenças está associada ao aumento do risco de doenças coronarianas
    Somado a isso, há os hipocondríacos, os que acham que estão doentes. Nesse caso (e lamento ter que dizer a verdade) existe um contingente considerável de mulheres que ficam o dia todo em casa, sem nada para fazer, amarguradas com a própria vida, sem tesão pelo marido ou solteiras sem darem uma boa "pegada", que buscam um pouco de atenção.

    Temos um problema sério de pacientes que deveriam ir ao psicólogo, mas estão consumindo o tempo e o dinheiro dos postos de saúde em busca de alopatias, pois chegam com o diagnóstico pronto, como se o médico estivesse ali apenas para emitir a receita. As tais, invariavelmente, chegam pedindo exames. E, caso o médico ouse recusar, conhecendo a figura, imediatamente vai pra "rádia"! Isso jamais acaba bem. Um dia o corpo reclamará tantos maus tratos.

    Veja o que disse Emily Reeve, enfermeira cardíaca da British Heart Foundation, em entrevista para a BBC Brasil:
    É natural que as pessoas se preocupem se elas acham que podem estar doentes. Mas a ansiedade e o estresse podem desencadear hábitos não saudáveis, como fumar ou comer mal, o que coloca você em maior risco de ter uma doença cardíaca. Embora não saibamos se as pessoas preocupadas em excesso estão se colocando na mira de um ataque cardíaco, é claro que a redução da ansiedade desnecessária pode trazer benefícios para a saúde. Se você está sofrendo de ansiedade com a saúde, deve falar com o seu médico.

    Na minha visão o que deveria vir antes da tal multa seria a visita de um representante, seja agente de saúde ou assistente social, para ver as razões da falta. E note o seguinte: as pessoas que faltam podem criar problema maior logo adiante porque o sintoma momentaneamente desapareceu, o que não significa o fim do problema.

    Quanto aos exames deixados para trás a minha proposta é de que sejam encaminhados por meio eletrônico pelo laboratório ao médico. Assim, ele não dependerá da marcação de retorno para avaliar. Caso haja um problema o paciente é chamado, já com dia e hora marcados. Caso o médico percebesse que não há problema, que foi uma das tantas reações do nosso corpo corrigindo-se a si mesmo, telefonaria para dizer que tudo está bem. Imagine a reação do cidadão ao receber tal telefonema... O resultado (eleitoral!) seria espetacular.

    Não tenho dúvidas da economia do erário na redução, inclusive, de profissionais necessários, se a causa dessas ausências for atacada para, então, sugerir multas.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad