Sahga

  • Recentes

    AUXÍLIO SAÚDE DOS DEPUTADOS CATARINENSES

    Deputados da Assembleia Legislativa de Santa Catarina usufruíam de reembolso ilimitado para gastos com saúde desde 1992 até o mês de setembro deste ano, quando encerraram este benefício. Na tabela abaixo, segundo publicação do Notícias do Dia, confira o que gastaram os deputados, em destaque os do Sul do Estado, este ano.

    Resultado de imagem para assembleia legislativa santa catarina
    Fernando Mendes/Arquivo/ND

    (Matéria completa no ND Online)

    "Gastos com auxílio saúde passaram dos R$ 4 milhões na Assembleia Legislativa Dos 40 parlamentares, 21 votaram pelo fim do auxílio. Entre os 19 que não compareceram à sessão, pelo menos 11 usaram o saúde.

    Foi no fim da legislatura de 1992 que os deputados catarinenses aprovaram, em uma tramitação relâmpago de seis dias, a resolução 90/92. A partir da data, todos os parlamentares poderiam reembolsar, em valor ilimitado, qualquer tipo de gasto médico. Ao longo de 26 anos, o reembolso com o chamado auxílio saúde na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) foi um mistério.
    No momento que deputados catarinenses votavam a suspensão do auxílio saúde, os gastos da casa com base na resolução já passavam dos R$ 4 milhões —um aumento de quase R$ 400 mil em dois meses. Na tribuna, não teve parlamentar que se opôs à matéria, mas quase metade dos deputados não compareceu à sessão.

    A equipe do Notícias do Dia só conseguiu compilar e analisar os gastos com saúde dos deputados com a utilização de técnicas da computação acessar os dados, algo praticamente impossível de ser feito manualmente. A falta de transparência a Alesc sobre os gastos públicos, já evidenciado pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) e amplamente noticiado parece algo mais antigo do que se imagina."

    Como foi a votação e os gastos de cada em 2018:

    DEPUTADOPARTIDOCOMO VOTOU?PEDIU REEMBOLSO?
    Ada De Luca (MDB) SimNão
    Ana Paula Lima (PT) SimNão
    Antonio Aguiar (PSD) AusenteNão
    Carlos Chiodini (MDB) AusenteNão
    Cesar Valduga (PCdoB) AusenteSim, R$ 4.720,00
    Cleiton Salvaro (PSB) AusenteSim, R$ 18.728,00
    Darci de Matos (PSD) AusenteNão
    Dirce Heiderscheidt (MDB) SimSim, R$ 26.788,29
    Dirceu Dresch (PT) SimNão
    Dr. Vicente Caropreso (PSDB) AusenteNão
    Fernando Coruja (PODE) SimNão
    Gabriel Ribeiro (PSD)AusenteSim, R$ 60.869,72
    Gelson Merisio(PSD)SimNão
    Ismael dos Santos (PSD) AusenteSim, R$ 4.720,00
    Jean Kuhlmann (PSD) SimNão
    João Amin (PP) SimSim, R$ 3.750,00
    José Milton Scheffer (PP) AusenteSim, R$ 4.420,00
    Kennedy Nunes (PSD) SimSim, R$ 7.440,82
    Leonel Pavan (PSDB) SimSim, R$ 11.580,00
    Luciane Carminatti (PT) SimNão
    Luiz Fernando Vampiro (MDB) AusenteNão
    Manoel Mota (MDB) SimNão
    Marcos Vieira (PSDB) AusenteNão
    Mario Marcondes (MDB) AusenteNão
    Maurício Eskudlark (PR) AusenteSim, R$ 11.470,00
    Mauro de Nadal (MDB) AusenteSim, R$ 7.591,00
    Milton Hobus (PSD) SimSim, R$ 2.199,00
    Moacir Sopelsa (MDB) AusenteNão
    Narcizo Parisotto (PSC) AusenteSim, R$ 3.820,00
    Natalino Lázare (PODE) SimSim, R$ 73.228,07
    Neodi Saretta (PT) SimSim, R$ 4.420,00
    Padre Pedro Baldissera (PT) SimNão
    Patrício Destro (PSB) SimNão
    Ricardo Guidi (PSD) AusenteSim, R$ 11.947,81
    Rodrigo Minotto (PDT) AusenteSim, R$ 65.648,34
    Romildo Titon (MDB) SimSim, R$ 4.420,00
    Serafim Venzon (PSDB) SimNão
    Silvio Dreveck (PP) SimNão
    Valdir Cobalchini (MDB) AusenteSim, R$ 4.420,00
    Valmir Comin (PP) SimNão
    Aldo Schneider(MDB)Morreu em 19/8Sim, R$ 3.694.762,44

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad