Sahga

  • Recentes

    JESUS NA PASSARELA

    As manifestações contra a Gaviões da Fiel, com sua alegoria sobre Jesus, mostrou claramente como os cristãos são islâmicos. Querem a exclusividade de manifestações sobre seus deuses e santos. Lembre-se que um dos argumentos da "Solução Final" foi que judeus condenaram Jesus à morte.
    Esse povo da hashtag contra a escola de samba simplesmente não aceita que seus deuses são maiores de idade e aptos para defenderem-se a si mesmos. A pecha de "respeito à fé" não cabe em hipótese alguma, já que as religiões são antagônicas e desrespeitadoras entre si. Vide o proselitismo. Está na essência da religião o não respeito ao outro, do contrário sequer existiriam. O "Ide por todo o mundo..." de Jesus é um ato de desconsideração absoluta pela fé alheia.

    O maniqueísmo, que antecede o cristianismo, faz parte dessa fé
    Imagem: ALICE VERGUEIRO/ESTADÃO CONTEÚDO
    As igrejas cristãs exalam a luta entre o bem e o mal, como se personalistas fossem, em todos os seus atos. Na prática eclesiástica Jesus não saiu do deserto e nem o Diabo de tenta-lo ao erro, como se vê nos cultos. Não houve vitória de fato. O mal prospera e o bem não o vence, exceto na expectativa vindoura. Nessa dicotomia os humanos lutam com suas próprias forças por meios coercitivos da cultura e da Justiça. Contra fatos não há argumentos, mas há ilações, delírios e mentiras.
    Jesus apanha sim. Porém, me parece muito mais razoável que as surras sejam dadas pelos que nele creem, por suas bizarrices, desunião teológica, apego às instituições, sua ignorância para com a vida biológica e pela simples e fatídica falta de bom uso do cérebro nos relacionamentos com outros seres humanos.
    E não me culpem por dizer o óbvio! A briga não é comigo, mas com aquilo que vocês mesmos pregam e fazem.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad