Sahga

  • Recentes

    CAPITAL ATÉ PRA SOCIALISTA DE iPHONE

    O que um esquerda não suporta? A verdade!

    A DIVISÃO QUE UNIU
    A divisão social propagada pela Esquerda no Brasil foi sua derrocada. Enquanto estávamos, digamos, misturados eles mantinham a hegemonia do discurso. Divididos, a Direita descobriu a si mesma e começou a se organizar. Nada une mais que um inimigo em comum. Assim, os anticapitalistas deram força à sua própria oposição. "Direita" deixou de ser uma ideia condenada para ser um modo de entender a sociedade e sua capacidade de produzir riqueza. Valeu PT.

    A FARDA SIMBOLIZA UNIÃO
    Dentre tantos efeitos reversos ao desejo da Esquerda de destruir o poder do Exército (Marinha e Aeronáutica também), escolhendo-o como vilão-mor, está a volta da admiração pelas Forças Armadas. E surpreendentemente rápida. Dá a impressão que o povo queria aplaudir as polícias, os militares, o empoderamento das armas, mas não tinha um jeito que explicasse tal atitude. Sem qualquer articulação ou organização prévia a valoração do uniforme e da continência crescem diariamente.

    TUDO QUE SOBE, DESCE
    Tem mais tiros no pé que a Esquerda dá em si mesma. Talvez o centro de seus erros grosseiros é achar que não há consequências nas mudanças. Sempre há. E quando se vai contra "ordens" da natureza o que se vê é desastroso. O capitalismo é espontâneo, não é uma criação intelectual. É resultado dos excedentes de produção e da necessidade de representar produtos e serviços - o dinheiro, nas trocas livres entre pessoas livres. Como explicar que pagar um trabalhador dá mais lucro que escravizá-lo? Pois é...

    DISCURSO E PRÁTICA
    Somente as desigualdades produzem benefícios. É na desigualdade que o sujeito quer a melhoria, seja do modo de vida, seja do modo de fazer um trabalho. A igualdade, seu antagônico, nivela a todos e retira do homem uma força produtora de todo e qualquer desenvolvimento: a criatividade. Ora, para que serve a criatividade senão para arquitetar o diferente, a saída do problema, o caminho melhor?


    Resultado de imagem para primeiros carros
    Dos primeiros carros, à viagem espacial, um mundo de ideias motivadas pelas desigualdades
    OS PRIMEIROS INVESTIDORES
    Graças ao ricos os pobres tiveram acesso a bens e serviços. Imagine que o inventor do carro e seus sucessivos aprimoramentos não pudessem vender as primeiras unidades por pequenas fortunas? Não teriam o retorno de seus investimentos em tempo e recursos. Nem registro de patentes seriam feitas. O lucro sustenta a dinâmica das mudanças para melhor. E foram esses ricos que impuseram a necessidade das primeiras fábricas. E elas impuseram a existência dos seus fornecedores. Assim toda a cadeia produtiva atraiu mais empreendedores. Na multiplicidade de interesses pela mesma coisa o preço dos produtos foi caindo ao ponto de chegarem aos mais pobres. Viva o capitalismo!

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad